Cadelinha pitbull nasceu “diferente”, e ia ser abatida, mas está a superar todas as expectativas

Esta dona recusou-se a submeter o um pit bull recém-nascido à eutanásia, depois de ver que ele nasceu diferente…

Quando uma enfermeira de Westchester County, em Nova Iorque, acolheu um recém-nascido pit bull em sua casa, lutando pela vida, sabia que ia ter uma forte batalha à sua frente…

Marie DeMarco ama a pequena Sasha e é, na verdade, esse amor que tem feito com que a luta tenha sido mais fácil.

Nascido em setembro com uma fissura labiopalatal, Sasha não conseguia mamar e esteve, por não se conseguir alimentar, à beira da morte logo no primeiro dia de vida.

O abrigo Courtney Bellew foi chamado a intervir e, assim que reconheceram a urgência da pequena pit bull em ser tratada, levaram-na, de imediato, de encontro a Marie DeMarco, uma enfermeira com bastante experiência em tratar de gatinhos recém-nascidos que estavam gravemente doentes.

Mais tarde, foi descoberto que a pequena Sasha sofria, também, de Hidrocefalia – a acumulação de líquido cefalorraquidiano (LCR) no interior da cavidade craniana (nos ventrículos ou no espaço subaracnóideo), que por sua vez, faz aumentar a pressão intracraniana sobre o cérebro, podendo vir a causar lesões no tecido cerebral, havendo o aumento e inchaço do crânio – de uma infeção respiratória grave, de uma infeção urinária e, ainda, de problemas ortopédicos.

Em declarações ao The Dodo, a enfermeira refere: “Ela tem uma autodeterminação incrível! Apesar de tudo isto, era suposto ela não estar aqui…”

Apesar dos terríveis três primeiros meses de vida, Sasha está cada vez mais forte e usa, até, adoráveis vestidos e camisolas para se permanecer quente.

Vê as fotografias da pequena Sasha e aprende mais sobre a sua história na página de Facebook da agência de resgate de Marie DeMarco, FURRR 911.

Vê Também

Cobra muito corajosa tenta caçar pássaros em cabos de alta tensão

Uma cobra destemida subiu cabos de alta tensão para caçar pássaros. No entanto os pássaros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *