Viagens de carro com animais soltos ou com a cabeça na janela pode implicar multa até 600€

Viagens de carro com animais soltos ou com a cabeça na janela pode implicar multa até 600€

 

Com a chegada do verão, são muitas as famílias que viajam com os animais de estimação nos seus carros, mas muitas das vezes os animais vão soltos, com a cabeça fora da janela. Além de não ser a forma mais segura de transportar um animal, constitui uma infração ao Código da Estrada, com multas que podem ir dos 60 aos 600 euros. Nesse sentido, a LOGO partilhou recentemente sete dicas para transportar animais de forma correta numa viagem de carro.

 

Images © M.J.Photography. All Rights Reserved.

 

 

Documentação e veterinário

É indispensável verificar se toda a documentação está em dia, especialmente o registo do animal e o boletim de vacinas. No caso de viagens longas, o médico veterinário pode aconselhar os proprietários dos animais sobre qual a melhor forma de proteger o cão ou o gato durante a o decorrer da viagem.

Antes da viagem

Os veterinários podem aconselhar os donos a acostumar os animais de estimação ao carro nas semanas anteriores à viagem. Outro dos aspetos a ter em conta é a alimentação: recomenda-se uma quantidade menor do que o habitual de ração antes da viagem, para que não tenha que lidar com enjoos ou surpresas desagradáveis.

Animais de pequeno porte

Os animais mais pequenos requerem medidas diferentes, como caixa transportadora ou cinto de segurança específico. “Devem ser colocadas nos bancos traseiros ou na mala do carro, desde que lhe seja retirada a prateleira. No caso dos gatos, que não gostam de sair da rotina e que se assustam facilmente com ruídos, a melhor solução é a transportadora – podendo ainda cobri-la com um pano, para melhor proteção (assegure-se de que não é demasiado grossa, por causa da temperatura elevada)”, revela a LOGO.

Animais de médio e grande porte

No caso dos animais de maior porte, a mala sem prateleira é a melhor opção. “Pode optar por usar um cinto de segurança especial ou uma transportadora de tamanho adequado. Caso prefira levá-lo solto na mala, é aconselhável usar uma rede ou grelha divisória, colocada entre a mala e os bancos traseiros.”

Outros animais

Com o aumento da tendência para ter animais de estimação exóticos, cabe aos médicos veterinários informar os clientes sobre quais os cuidados a ter durante as férias. Pássaros e hamsters devem ser transportados nas suas gaiolas com comida e água.

Temperatura e ventilação

Os animais são muito sensíveis à temperatura, especialmente quando está calor. Desta forma, é vital que os donos mantenham o carro sempre fresco. O ar condicionado é a melhor solução e é necessário ter atenção com os vidros traseiros. Estes não devem ser totalmente abertos, pois o animal pode pôr a cabeça de fora ou até mesmo saltar.

Paragens e higiene

As paragens são essenciais, especialmente em viagens prolongadas: os donos devem deixar os animais passear durante algum tempo e dar-lhes oportunidade de fazer as necessidades. Caso não seja possível fazer paragens, é aconselhável forrar o carro com tapetes absorventes e outro tipo de proteções.

Vê Também

Andou com o cão na mochila o dia todo e filmou a reação daqueles que passavam…

Um cachorro numa mochila é, às vezes, tudo o que é necessário para tornar o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *