Jovens tailandeses fazem homenagem ao mergulhador que morreu no resgate

As 12 crianças e o treinador presos na gruta de Tham Luang, na Tailândia, durante 18 dias ainda se mantêm no hospital de Chiang Rai, e só no passado sábado tiveram conhecimento da morte do mergulhador que aconteceu durante as operações de resgate.

Decidiram, por isso, prestar-lhe uma pequena homenagem, de acordo com a Sky News e o Bangkok Post.

Os médicos não tinham dado ainda autorização para que os jovens tivessem conhecimento da morte de Saman Kunan.

Havia o receio, por parte das equipas médicas, de que os resgatados não tivessem preparados a nível psicológico para receber uma notícia com tanto impacto.

Todos os jovens ficaram abalados com a notícia e, garante o ministro tailandês que, “todos choraram e expressaram as suas condolências ao escrever mensagens num retrato do Tenente Comandante Saman e fizeram um minuto de silêncio por ele”.

“Agradeceram-lhe e prometeram ser bons rapazes”, acrescentou.

 

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Vê Também

A “resposta” de Judite de Sousa aos “críticos”… “Ja são 38 anos de jornalismo”

Judite Sousa esteve na Tailândia a fazer a cobertura do resgate das 12 crianças, e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *