Ministra da administração interna demite-se

Depois de mais de 100 mortos nos incêndios de verão, a ministra Constança Urbano de Sousa apresentou o pedido de demissão. Constança Urbano de Sousa afirma ter enviado a carta de demissão ao primeiro-ministro, pedindo para sair de funções, dando tempo a António Costa para encontrar quem a substituísse.
“Logo a seguir à tragédia de Pedrógão pedi, insistentemente, que me libertasse das minhas funções e dei-lhe tempo para encontrar quem me substituísse, razão pela qual não pedi, formal e publicamente, a minha demissão”, escreve a Constança Urbano de Sousa.
Desta vez a ministra vez António Costa aceitou.

O presidente da Associação Independente da Guarda considerou que Constança Urbano de Sousa foi das melhores que passou pelo Governo em termos técnicos, mas não politicamente.

“Já era uma demissão esperada. Tecnicamente foi das melhores ministras que passou por aquele ministério, politicamente não. Na relação com as associações também não temos nada a dizer”, disse José Alho à agência Lusa.

Vê Também

Jovens tailandeses fazem homenagem ao mergulhador que morreu no resgate

As 12 crianças e o treinador presos na gruta de Tham Luang, na Tailândia, durante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *