Businessman stressed by too many tasks

Cumplir con 12 alimentos y sus beneficios para mejorar la productividad en el trabajo

Você costuma sentir cansaço ou indisposição ao longo do dia do trabalho? Ou tem dificuldade para se concentrar após o almoço, por ejemplo? A sua alimentação pode influenciar e muito o seu bem estar no escritório e, Por lo tanto, a sua performance profissional. Confira abaixo uma lista com 12 alimentos que ajudam a aumentar a sua produtividade:

Tomate

Foto: Reproducción / Pexels

Além de contribuir para a saúde do cérebro a longo prazo, o antioxidante licopeno é importante no combate aos radicais livres e ajuda a prevenir o estresse oxidativo. De acordo com o endocrinologista Alfredo Cury, do Spa Posse do Corpo, os altos níveis de potássio presentes no tomate também ajudam a promover a boa saúde dos ossos, prevenindo assim problemas na rotina corrida do dia a dia.

Blueberry

Foto: Reproducción / Getty Images

O mirtilo ou blueberry é rico em polifenois, como o resveratrol, que tem ação anti-envelhecimento sobre a pele e atua na prevenção de alterações degenerativas. A fruta ainda possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que melhoram a capacidade de aprendizado e a memória, segundo a nutricionista Isabel Jereissati.

Alguns estudos mostram que o mirtilo previne doenças relacionadas à visão, como catarata e glaucoma, melhorando a capacidade de leitura e o foco da visão. IE, muito importante para quem passa horas em frente ao computador“, afirma o endocrinologista.

Sementes de abóbora

Foto: Divulgación

Para quem trabalha sob muita pressão, as sementes de abóbora podem ser aliadas, pois os altos níveis de ácido fólico, carotenoides e magnésio são excelentes para o coração. “O magnésio, por ejemplo, age como um relaxante dos vasos sanguíneos y, Así, reduz a pressão arterial elevada e restringe doenças como derrames e ataques cardíacos”, explica Alfredo Cury.

Isabel Jereissati ainda aponta que o zinco, junto com o ferro, são os minerais em maior concentração no cérebro, y, por lo que, essencial para as comunicações nervosas e para a manutenção da atividade cerebral.

Goji berry

Foto: Reproducción / Getty Images

Popular entre quem busca uma vida mais saudável, goji berry é uma fruta rica em diversas substâncias benéficas como vitaminas, antioxidantes e fitoquímicos. Fonte de vitaminas dos complexos B e C, que auxiliam o sistema imunológico, prevenindo infecções, ela também conta com a presença de triptofano, um precursor de serotonina, neurotransmissor que desperta o bom humor.

“O goji berry é o que chamamos de superalimento, uma frutinha hiperequilibrada que traz inúmeras vantagens para a saúde”, conta a nutricionista Cláudia Witt. Enquanto a vitamina B contribui para a redução do cansaço e do estresse, a vitamina C afasta a gripe e auxilia na absorção de ferro.

Grão-de-bico

Foto: Divulgación

O grão-de-bico é rico em proteínas, sais minerais e vitaminas do complexo B, constituindo uma importante fonte de energia. Segundo Alfredo Cury, o alimento possui triptofano, aminoácido precursor de serotonina, responsável pela sensação de bem estar, satisfação e confiança.

Magnésio e zinco são fundamentais para a oxigenação cerebral. Evite o estresse porque ele degrada esses minerais tão importantes”, alerta Isabel Jereissati.

Brócolis e couve-flor

Foto: Reproducción / Getty Images

Tanto o brócolis quanto a couve-flor são ricos em potássio e colina, uma vitamina do complexo B, nutrientes que fazem o cérebro funcionar de forma mais ativa. Os legumes também contêm antioxidantes e flavonoides, importantes no combate a infecções.

De acordo com Alessandra Almeida, eles fazem parte do grupo de vegetais das brássicas, que também inclui a couve, o repolho e o nabo, e que apresentam glicosinolatos em sua composição. A sua ingestão está associada à detoxificação, principalmente, do fígado.

Beterraba

Foto: Reproducción / Getty Images

Ótima opção para quem quer garantir energia! “Além de ser uma boa fonte de carboidratos, contém nitrato, que no organismo se transforma em óxido nítrico favorecendo a vasodilatação e melhorando a oxigenação dos tecidos”, aponta Fernanda Seiffer, nutricionista consultora da Salad. Además, explica Alfredo Cury, devido ao teor de potássio e de manganês, fortalece os músculos do coração, regulariza a pressão arterial e aumenta a resistência física.

Chocolate amargo

Foto: Reproducción / Getty Images

O sistema nervoso é muito complexo e há muito ainda que se aprender sobre ele, Así, não há como afirmar qual o mecanismo específico que faz com que o chocolate libere endorfina no cérebro. Mas já é sabido que essa relação existe e que ela produz sensação de bem estar, aumenta o foco e a concentração e melhora o humor“, afirma Alfredo Cury. O chocolate amargo possui nutrientes e compostos bioativos, como o magnésio, a teobromina e a feniletilamina, que estimulam a liberação de endorfina e de serotonina.

Além de conter uma porcentagem pequena de cafeína para manter o foco, o chocolate amargo é rico em magnésio e potássio, que ajudam a manter a pressão arterial normal. A queda de pressão pode levar ao cansaço e moleza, reduzindo o desempenho no trabalho”, explica Isabel Jereissati.

Nozes

Foto: Divulgación

As nozes possuem vários ingredientes que auxiliam as funções cognitivas, entre eles estão os antioxidantes, vitaminas, minerais e ácidos graxos da família do ômega 3“, explica a nutróloga Alice Amaral. Esses nutrientes contribuem para a melhora do funcionamento das células cerebrais através da transmissão adequada de sinais, além de prevenirem a degeneração cognitiva e a demência.

Linhaça

Foto: Reproducción / Getty Images

Fonte de magnésio, a linhaça afeta o funcionamento cerebral porque participa ativamente da transmissão dos impulsos nervosos, aumentando a capacidade de aprendizagem e memória. “O ômega 3 também presente na semente é um componente essencial da membrana externa das células cerebrais, criando um ambiente ideal para as sinapses, melhorando funções como concentração, memoria, motivação e habilidades motoras“, enumera a nutróloga Alice Amaral. A substância também ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, diminuindo as taxas de colesterolruime aumentando as de colesterolbom”.

Espinafre

Foto: Reproducción / Getty Images

Conhecido como o alimento que dá força, o espinafre também é um grande aliado da atividade cerebral. Rico em antioxidantes, potássio e vitamina K, contribui para um sistema nervoso mais saudável. “Fornecendo uma parte essencial para a síntese de lipídios, a gordura essencial que compõe a bainha de mielina em torno de nossos nervos, é muito importante para a concentração e concretização de ideias“, garante o endocrinologista.

Já as substâncias coenzima Q10, luteína e ácido fólico, ajudam a desenvolver a performance do cérebro e a reduzir o risco de demência na terceira idade, segundo Isabel Jereissati.

Sardinhas

Segundo a nutrichef e nutricionista funcional Alessandra Almeida, da Clínica Andrea Santa Rosa, a sardinha é uma fonte de coenzima Q10, antioxidante fundamental para a saúde cardiovascular e fornecedor de energia. Además, as vitaminas D e do complexo B presentes no peixe são importantes para o bom funcionamento do sistema nervoso, pois estimulam a memória e o raciocínio.

Os níveis de ômega 3 também atuam de forma benéfica na formação das células do cérebro e na comunicação entre os neurônios, melhorando a atenção e o aprendizado.

FUENTE: gnt.globo

Véase también

Estudiante ahorra amigo que se atragantó con la comida, haciendo la maniobra de Heimlich!

Hay pocas cosas en la vida más aterrador que la sensación que engasgares con los alimentos. …

Contesta

Su dirección de email no será publicada. Los campos obligatorios están marcados *