Regressar ao trabalho depois da maternidade

Regressar ao trabalho depois da maternidade

Regressar ao trabalho depois da maternidade

Após nove meses de gravidez seguidos de outros momentos de grande aproximação e dedicação ao recém-nascido, a mulher cria uma ligação muito forte com o seu filho e habitua-se a um estilo de vida diferente.

Regressar ao trabalho depois da maternidade

Quando acaba a licença de maternidade, surge o momento da mulher regressar ao trabalho, o que nem sempre é simples. Após os primeiros meses de maternidade, em que a mulher se dedica a 100% ao seu bebé e passa o tempo todo em casa, chega uma hora em que ela tem de retomar a sua rotina antiga e abraçar os novos desafios da sua carreira profissional.

Tudo isto significa na verdade, afastar-se do seu filho durante o dia, deixando-o aos cuidados de outra pessoa – seja a avó, uma babysitter ou colocá-lo num berçário. E por mais que confie nas capacidades de quem toma conta do seu bebé, não é a mesma coisa. E muitas mulheres passam os primeiros dias a pensar constantemente no seu filho: como se estará a sentir, o que estará a fazer, se tudo está a correr bem…

Além disso, durante a gravidez e a licença de maternidade, mãe e filho apegam-se muito um ao outro. Os mimos e os sorrisos, juntamente com todas as descobertas e experiências trazem rapidamente saudade quando a mulher sai de casa para trabalhar. E com esta mudança, as mães sentem que estão a perder alguns momentos especiais e únicos com o seu filho, parecendo que não acompanham mais o seu crescimento no dia a dia.

Regressar ao trabalho depois da maternidade

Continuar a carreira profissional ou ficar em casa?

Se estiver a viver a sua primeira experiência como mãe, a transição de estar em casa para ir para o trabalho pode ser um verdadeiro choque para a mulher. Com a chegada do segundo filho, a experiência já é outra, mas a verdade é que a decisão de ter filhos influencia sempre a carreira da mulher. Por isso esta fase de transição deve ser feita de forma gradual para facilitar a adaptação à sua nova rotina profissional e também familiar.

Regressar ao trabalho depois da maternidade

Mas na verdade, nem sempre isso acontece pois algumas mulheres tomam a decisão de ficar em casa para continuarem a dedicar-se plenamente aos filhos e à família.

Dar total prioridade à família não é para todas as mulheres nem é para todas as famílias. Mas quando a estabilidade económica e a dinâmica familiar o permitem, torna-se viável haver apenas um dos pais a trabalhar, enquanto o outro permanece em casa para dar apoio aos filhos e acompanhar o seu desenvolvimento. E embora hoje em dia já seja mais natural haver homens “donos-de-casa”, há muitas mulheres que sentem verdadeira vocação e vontade para ficar em casa e deixarem de lado a vida laboral.

Mulheres prontas para retomar a sua carreira profissional

Enquanto algumas mulheres desejam poder adiar ou evitar o regresso à sua carreira profissional, outras mulheres estão mais do que prontas para esta mudança. Por mais que adorem o seu filho e tenham vivido intensamente todos os momentos com ele, há mulheres que sentem a verdadeira necessidade de manterem a sua vida profissional ativa para além de serem mães. Assim, com o passar dos meses, elas sentem falta do seu ambiente de trabalho e da dedicação à sua profissão, que no fundo também contribui para a sua realização pessoal.Mulheres prontas para retomar a sua carreira profissional

Mas independentemente da mulher desejar ou não voltar a trabalhar, o que interessa é conseguir fazê-lo de forma calma e segura. Para estar pronta a retomar a sua vida profissional, a mulher precisa de se sentir realmente confiante em relação ao bem-estar e à segurança do seu filho. Ter apoio familiar ou mesmo algum apoio externo é fundamental para possibilitar que a mulher se foque na progressão da sua carreira, sem recear estar a tomar a decisão errada.

Além disso, ela precisa de tempo e espaço para se reajustar, de forma a saber lidar bem tanto com o seu mundo profissional como com o seu mundo familiar.

Vê Também

Ninguém apareceu na festa do 9º aniversário desta menina autista. A internet respondeu assim

Já não é a primeira vez, infelizmente, que uma história deste tipo nos chega. Este …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *