Deixa-me sentir-te mais uma vez…

Sabes quantas vezes te beijei? Infinitas… perdi a conta. Beijo-te quando acordo, esfrego a minha cara na tua barba, sinto a picar e gosto da sensação, passo a mão no teu peito e sinto a tua pele macia com os teus infinitos pêlos à mistura… Suavemente arrasto-me para cima de ti e beijo-te, passo a minha língua na tua, mordo os teus lábios… e lentamente afasto-me, olho nos teus olhos e digo “Bom dia amor“. Queria me levantar para podermos tomar o pequeno-almoço… mas só me apetece fazer amor contigo. Depois de um dia cansativo de trabalho, os olhos em bico, as costas a doer e a energia quase esgotada… só quero sentir o teu abraço para recarregar a bateria. Quero jantar contigo , comer um hambúrger, sei lá, qualquer rápida e contar-te como foi o meu dia louco, quero ouvir-te como correu o teu, ouvir o som da tua voz, os teus palavrões, as tuas palavras meigas… ouvir-te dizer que sentiste a minha falta, porque eu também senti a tua. Quero dar uma volta rápida contigo antes de irmos para casa, sentir o ar fresco da noite, olhar as estrelas com a cabeça encostada no teu ombro, sentir o teu perfume e segurar a tua mão. Dizer-te mais uma vez que te amo, porque não me canso de o dizer. Quero no escuro da noite olhar nos teus olhos e vê-los a brilhar para mim, porque eles transmitem amor e serenidade. Se formos de carro para casa, quero que me segures fortemente na mão, sentir os meus dedos entrelaçados nos teus, sentir que estás a meu lado fisicamente; se formos de mota, quero segurar na tua cintura, apertar-te e sentir que és só meu e que somos apenas um enquanto passas a tua mão na minha perna. Depois de chegarmos a casa… vou-te olhar nos olhos, encostar-te à parede, beijar-te como se não houvesse amanhã, vou arrancar-te a roupa desse corpo e passar a mão em todas as tuas curvas. E tu vais me agarrar e jogar para cima da cama… tirar a minha roupa e beijar cada pedaço do meu corpo delicadamente enquanto saboreias a minha pele. Vais beijar-me. E eu vou beijar-te. No meio de um beijo profundo afasto a minha boca da tua e olho nos teus olhos e digo “Amo-te“… porque esse “amo-te” significa tanta coisa; significa um presente breve e um futuro infinito. Significa que te quero até termos cabelos brancos, até ficarmos murchos. Significa que quero uma parte de ti com o teu lindo sorriso, com o teu jeito. E tu entendes isso e não precisamos de mais palavras, apenas retribuis com outro “Amo-te” e começamos a fazer amor.
Sinto a tua boca a deslizar o meu corpo, arrepiu-me como se tivesse passado uma ventania por mim… mas é apenas o poder dos teus lábios. Agarro na tua cabeça e conduzo-a até à tua zona preferida… e aí sim, sinto o prazer, o quente da tua boca, mordo os lábios e peço para que não pares! Mas quero saborear-te… e afasto-me saltando para cima de ti. Agarro-te nas mãos e beijo-te delicadamente… passo a língua no teu pescoço e viro-te completamente o juízo. Sem mais demoras, agarro no teu pedaço de pecado e devagarinho coloco-o dentro de mim. Estás a sentir? Sou toda tua. Faz de mim o que quiseres, sente-me, sente-me molhada e quente, sente que te amo, sente o nosso prazer, segura no meu corpo e deixa-me sentir as tuas mãos, diz que és só meu e que me desejas… através de um olhar… eu vou saber lê-lo. Não te venhas ainda… quero saborear-te, deixa-me sentir o teu gosto na minha boca… deixa-me provar-te e te dar prazer..até te vires na minha boca. Foi bom? Para mim foi. Agora podes continuar a dar-me prazer… até me vir, até cairmos para o lado, até adormecer com a cabeça no teu peito, com os corpos colados de transpirar, de mãos dadas.

Até amanhã amor, dorme bem, sonha comigo, nunca te esqueças que te amo.
Amanhã sou novamente tua, amanhã acordo novamente nos teus braços, e depois de amanhã e no dia seguinte, até tu me quiseres porque te quero sempre, porque quero que me queiras mesmo com o meu mau humor, mesmo nos dias menos bons, porque te vou querer de qualquer maneira, mais ou menos romântico, mais ou menos chato, irritante ou quando me chamas infantil. Deixa-me mostrar que te amo mesmo que seja da maneira mais louca e estranha. A verdade, é que somos aquele casal louco e apaixonado, que se comunica com um olhar e um abraço mas que se pegam por tudo e por nada. Não faz mal, quero-te assim. O meu sorriso apaixonado tem nome… o teu. O meu coração bate mais forte quando te entregas a mim, quando me fazes surpresas (que eu reclamo mas adoro), o meu peito aperta quando te sinto a escapar da minha mão ou quando discutimos, porque a verdade é que nunca tive medo de nada, sempre vivi neste carrossel que é a vida, sem pensar no dia de amanhã… e a verdade, é que tenho tanto medo de te perder, cada vez mais, assusta-me, tu me assustas. E se calhar o sentido da vida é mesmo esse, é enfrentar o medo, saber que tudo é possível e que a felicidade só depende de nós, que o amor é mesmo isso… é sentir medo mas não desistir. Sinto-me tão perdida sem ti, parece que te conheço desde sempre.. e a verdade é que nunca te toquei, imagino tanta coisa na minha cabeça para colocar em prática um dia, porque esse dia vai chegar, porque quero que chegue.

Não quero ficar fora da tua porta, quero viver no teu mundo e que tu vivas no meu, que juntos vamos enfrentar tudo de mãos dadas, que quando ficar em baixo tu me puxes para cima e eu a ti. Vou te dar a tua liberdade e tu vais me dar a minha e juntos seremos dois apaixonados livres, vamos respirar o mesmo ar e partilhar o mesmo espaço.
É isto que quero, é isto que sinto, esta dor de não conseguir te demonstrar, por favor tem paciência com a minha adaptação, por favor deixa-me te mostrar que te amo e que mais ninguém te ama como eu, porque fomos um para o outro, perdoa-me por magoar o teu coração, dói tanto a distância e a única maneira que encontro é refugiar-me no meu espaço. Eu sei, sou egoísta, mas a vida não veio com manual de instruções, não sou perfeita nem de ferro. Não tenho culpa do teu passado nem tu do meu. Encontramo-nos no tempo errado, na hora errada. Mas encontrei-te e tu és aquele. Encontrei o homem da minha vida e amo cada pedaço teu. Eu sei, eu não demonstro. Mas quantas vezes na vida encontramos o amor? Só acredito que haja uma oportunidade, e esta é a nossa. Amo-te tanto.

Ainda tens a tua porta aberta para mim? Deixa-me entrar e amar-te.

 

Text by S.F.

Vê Também

Sabe o que é micro-traição? Veja quais os 16 sinais de infidelidade online!

Martin Graff, psicólogo da Universidade de South Wales, criou um conceito que pode vir a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *